Fale Conosco: (15) - 3227.7382 - André ou Edna

Warning: file_get_contents(http://api.justin.tv/api/stream/list.json?channel=andreariovaldo) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/batuira/public_html/wp-content/themes/wp-max/timer__tv.php on line 3

Warning: file_get_contents(http://api.justin.tv/api/stream/list.json?channel=andreariovaldo) [function.file-get-contents]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/batuira/public_html/wp-content/themes/wp-max/timer__tv.php on line 3

Reencarnação na Bíblia – Fatos de Reencarnação – Outras Vidas

reencarnaA reencarnação é uma Lei Natural criada por Deus, onde mostra a justiça e a bondade de Deus para com os seus filhos. Ela por ser uma Lei Natural sempre existiu por toda a eternidade.

Sem ela, fica impossível de atribuir justiça e bondade à Deus, pois é impossível um espírito chegar a perfeição moral e intelectual tendo somente uma só existência corpórea. Além do mais, somente a pluralidade das existências pode explicar as desigualdades sociais, físicas e morais existentes na nossa sociedade. Por que uns nascem com tendência ao bem e outros ao mal? Por que uns nascem sãos e outros nascem doentes? Por que uns nascem em berço rico e outros na miséria? Por uns nascem superdotados enquanto outros não? Por que uns morrem em tenra idade enquanto outros vivem quase 100 anos? Por que uns nascem no Brasil, onde não há guerras, enquanto outros nascem no Oriente Médio, alvo de constante guerras? Por que uns nascem em lares fartos de comida, enquanto outros nascem na África passando fome e inanição? Por que uns nascem numa boa família enquanto outros nascem numa mal família ou nem família tem? Enfim inumeráveis perguntas que só a reencarnação, ou seja a pluralidade das existências pode responder a todas elas de forma lógica, racional e justa.

Se teríamos uma única existência, Deus seria injusto criando Anjos que são seres perfeitos e nós ainda somos imperfeitos. Deus seria parcial e privilegiaria os Anjos, e só restaria perguntar à Deus, por que nos criou imperfeito. Ainda tem mais, Deus sendo infinita sabedoria, já saberia na criação quem poderia ser “salvo” ou não tendo uma só existência. E também poderíamos culpar Deus por termos nascidos pobres, doentes, deficientes físicos ou mentais, pois enquanto tantas outras pessoas vivem no luxo, na saúde, e têm uma vida tranqüila, nós vivemos em constante tribulação e sofrimento, e não temos outra chance, pois temos somente uma vida.

Alguns religiosos afirmam que na Bíblia está a prova que temos apenas uma existência, vejamos: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo,” (Hebreus, Cap. IX, 27). Esta frase está correta, mas não quer dizer que temos como espírito apenas uma existência física, o que Paulo quis dizer é que, por exemplo, que meu espírito tenho apenas uma existência física como José Henrique, que após o morte, meu espírito retorna à pátria espiritual e depois de algum tempo vou reencarnar como homem, como mulher, aqui no Brasil ou em outro país, enfim com outra identidade física.misterios-vida-morte

Devo lembrar que todo o patrimônio moral e intelectual do espírito adquirido em todas as suas existências corpóreas anteriores jamais se perdem, e que durante a encarnação o espírito passa pelo esquecimento do passado, onde tem vagas lembranças de suas vidas passadas e de suas habilidades. Esse esquecimento se restringe apenas ao estado de vigília, ou seja durante o descanso do corpo físico(sono), o espírito recobre suas faculdades morais e intelectuais, assim como também acontece após a morte física.

Há algumas pessoas que demonstram a existência desse patrimônio adquirido, ou seja, pessoas sem nunca terem estudado, conhecem determinado assunto. Algumas crianças tocam piano, pintam quadros, mostram habilidades em tenra idade. Mas em todas as crianças já podemos perceber suas tendências boas ou más, se por um acaso a criança mostrar ciúmes ou egoísmo por um objeto ou pessoa, já demonstra o defeito moral, e é de vital importância que os pais corrijam a criança nesta fase, onde o espírito está mais apto a receber novos conceitos.

Será que podemos encontrar a prova da reencarnação na Bíblia? Sem dúvida, mas devo explicar também que a palavra “ressurreição” não significa reencarnação, como pensam muitos espíritas. Eles atribuem ao fato de os religiosos antigos terem trocado o termo reencarnação por ressurreição. Quando Jesus disse que ressuscitaria três dias após a sua morte, ele não queria dizer que reencarnaria dentro de três dias. Isso se explica pelo seguinte: Jesus era espírito puro e não precisava reencarnar novamente, a não ser em outra missão. Ele também não poderia reencarnar três dias depois, pois se ele precisava ficar mais tempo entre nós, não precisaria passar pela morte física. E o que ele queria dizer na verdade é que reapareceria(ressurgiria) três dias após a sua morte, fato esse confirmado pelas escrituras, onde ele apareceu primeiramente as mulheres e em seguida aos apóstolos.

Jó afirmou que veio nu e retornaria nu à pátria espiritual: “Então Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a sua cabeça e, lançando-se em terra, adorou; e disse: Nu saí do ventre de minha mãe, e nu tornarei para lá. O Senhor deu, e o Senhor tirou; bendito seja o nome do Senhor.” (Jó , Cap. I, 20-21)

“Tu nem as ouviste, nem as conheceste, nem tampouco há muito foi aberto o teu ouvido; porque eu sabia que procedeste muito perfidamente, e que eras chamado transgressor desde o ventre.” (Isaías, Cap. 48, 8) Ora, como pode um pessoa já ser transgressora, ou seja ter pecados antes do nascimento? Somente a reencarnação pode explicar este fato.

vidas_passadas_2Além disso Jesus disse claramente que para chegarmos ao Reino de Deus precisaríamos nascer de novo, e renascermos do espírito, vejamos: “A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, voltar ao ventre materno e nascer segunda vez? Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo. O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito. Então, lhe perguntou Nicodemos: Como pode suceder isto? Acudiu Jesus: Tu és mestre em Israel e não compreendes estas coisas? Em verdade, em verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que temos visto; contudo, não aceitais o nosso testemunho. Se, tratando de coisas terrenas, não me credes, como crereis, se vos falar das celestiais?” (João, Cap. III, 3-12)

Uma prova clara da reencarnação podemos encontrar entre as semelhanças de Elias e João Batista. O próprio Jesus afirmou aos discípulos, que João Batista era o Elias. Vários fatores nos levam a crer nisso, temos então:

1) Tipo de roupa igual:

2518662941_1bbd59ab75João Batista: “Naqueles dias, apareceu João Batista pregando no deserto da Judéia e dizia: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus. Porque este é o referido por intermédio do profeta Isaías: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Usava João vestes de pêlos de camelo e um cinto de couro; a sua alimentação eram gafanhotos e mel silvestre.” (Mateus, Cap. III, 1-4) (Marcos, Cap. I, 2-6)

Elias: “Ele lhes perguntou: Qual era a aparência do homem que vos veio ao encontro e vos falou tais palavras? Eles lhe responderam: Era homem vestido de pêlos, com os lombos cingidos de um cinto de couro. Então, disse ele: É Elias, o tesbita.” (II Reis, Cap. I, 7-8)

 

2) Profecias no Velho Testamento afirmando da vinda de um profeta antes de Jesus:

reincarnation“Eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim; de repente, virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais, o Anjo da Aliança, a quem vós desejais; eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos.” (Malaquias, Cap. III, 1)

“Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível Dia do SENHOR; ele converterá o coração dos pais aos filhos e o coração dos filhos a seus pais, para que eu não venha e fira a terra com maldição.” (Malaquias, Cap. IV, 5-6)

Malaquias, afirmou claramente que Elias viria antes do “Dia do SENHOR”, ou seja de Jesus, e o que João Batista fez ao batizar as pessoas, era pregar o arrependimento. E com isso preparava o caminho para Jesus dar continuidade a esse trabalho.

 

3) Lei de causa e efeito:

causa_efeito_dominoElias, decepava as cabeças dos profetas de sua época à espada, conforme está nas escrituras: “Acabe fez saber a Jezabel tudo quanto Elias havia feito e como matara todos os profetas à espada.” (1 Reis, Cap. XIX, 1)

Conhecemos a lei de causa e efeito, e que ninguém é imune à ela, João Batista que era a reencarnação de Elias não poderia escapar desta lei, acabou morrendo decapitado, para que se cumprisse à Lei, vejamos:

“Por aquele tempo, ouviu o tetrarca Herodes a fama de Jesus e disse aos que o serviam: Este é João Batista; ele ressuscitou dos mortos, e, por isso, nele operam forças miraculosas. Porque Herodes, havendo prendido e atado a João, o metera no cárcere, por causa de Herodias, mulher de Filipe, seu irmão; pois João lhe dizia: Não te é lícito possuí-la. E, querendo matá-lo, temia o povo, porque o tinham como profeta. Ora, tendo chegado o dia natalício de Herodes, dançou a filha de Herodias diante de todos e agradou a Herodes. Pelo que prometeu, com juramento, dar-lhe o que pedisse. Então, ela, instigada por sua mãe, disse: Dá-me, aqui, num prato, a cabeça de João Batista. Entristeceu-se o rei, mas, por causa do juramento e dos que estavam com ele à mesa, determinou que lha dessem; e deu ordens e decapitou a João no cárcere. Foi trazida a cabeça num prato e dada à jovem, que a levou a sua mãe.” (Mateus, Cap. XIV, 1-11) (Marcos, Cap. VI, 24-28)

Note também a expressão: “Este é João Batista; ele ressuscitou dos mortos.” Aqui não quer dizer que ele reencarnou dos mortos e sim reapareceu(ressurgiu) dos mortos. Prova mais do que evidente que nós podemos ressurgir dos mortos.

 

4) Esquecimento do passado:

SolAlguns religiosos usam o versículo abaixo para provar que João Batista não era Elias. Mas a Doutrina Espírita explica o porque da afirmação de João Batista, vejamos o texto: “Então, lhe perguntaram: Quem és, pois? És tu Elias? Ele disse: Não sou. És tu o profeta? Respondeu: Não. Disseram-lhe, pois: Declara-nos quem és, para que demos resposta àqueles que nos enviaram; que dizes a respeito de ti mesmo? Então, ele respondeu: Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como disse o profeta Isaías.” (João, Cap. I, 21-23)

Ora, quando estamos reencarnados, não lembramos de nossas vidas passadas, se nos perguntarem se somos Maria ou João, com certeza diremos: “Não somos”. Pois Deus nos deu o esquecimento do passado para preservarmos do sofrimento das faltas passadas que cometemos e também para termos mérito não boas obras futuras, que se soubéssemos o que precisaríamos fazer para progredir, faríamos por interesse pessoal e não por livre e espontânea vontade. Mas, apesar do esquecimento do passado, João Batista e também qualquer um de nós, pode ter vagas lembranças de alguns fatos do passado e de nossas missões neste mundo. João afirmou que prepararia o caminho para o Messias e que pregava o arrependimento.

 

5) Afirmativa de João Batista dizendo ser o precursor de Jesus:

2734431944_53f4d0dc2dConforme está no item 2 deste estudo, onde Malaquias afirma que enviaria Elias antes do Cristo, o próprio João Batista se considerava precursor do Messias, vejamos: “E foram ter com João e lhe disseram: Mestre, aquele que estava contigo além do Jordão, do qual tens dado testemunho, está batizando, e todos lhe saem ao encontro. Respondeu João: O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada. Vós mesmos sois testemunhas de que vos disse: eu não sou o Cristo, mas fui enviado como seu precursor.” (João, Cap,. III, 26-28)

 

 

6) Jesus afirma que João Batista era Elias:

JesusEnviaASusDiscipulos“Mas os discípulos o interrogaram: Por que dizem, pois, os escribas ser necessário que Elias venha primeiro? Então, Jesus respondeu: De fato, Elias virá e restaurará todas as coisas. Eu, porém, vos declaro que Elias já veio, e não o reconheceram; antes, fizeram com ele tudo quanto quiseram. Assim também o Filho do Homem há de padecer nas mãos deles. Então, os discípulos entenderam que lhes falara a respeito de João Batista.” (Mateus, Cap. XVII, 10-13)

“ Então, em partindo eles, passou Jesus a dizer ao povo a respeito de João: Que saístes a ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento? Sim, que saístes a ver? Um homem vestido de roupas finas? Ora, os que vestem roupas finas assistem nos palácios reais. Mas para que saístes? Para ver um profeta? Sim, eu vos digo, e muito mais que profeta. Este é de quem está escrito: Eis aí eu envio diante da tua face o meu mensageiro, o qual preparará o teu caminho diante de ti. Em verdade vos digo: entre os nascidos de mulher, ninguém apareceu maior do que João Batista; mas o menor no reino dos céus é maior do que ele. Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele. Porque todos os Profetas e a Lei profetizaram até João. E, se o quereis reconhecer, ele mesmo é Elias, que estava para vir. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.” (Mateus Cap. XI, 7-15) (Marcos, Cap. IX, 11-13)

Prova mais evidente que essas duas afirmações de Jesus é impossível. Jesus, sendo um espírito puro poderia saber da existência anterior de João Batista e disse claramente que as pessoas fizeram o que queriam com Elias mas que não o reconheceram, e também não poderiam pois Elias estava na forma do corpo de João Batista.

Ao final deste estudo, não consigo ainda imaginar quem ainda não consegue compreender a realidade da reencarnação, sejam pelos fatos lógicos que ela encerra, seja pelas próprias escrituras que a confirmam. Basta analisarmos racionalmente nossas tendências boas ou más para termos uma idéia de quem somos. Ainda podemos ver em que áreas temos facilidade de aprendizado, confirmando que já conhecíamos o assunto.

E ainda hoje, somente não acreditarão aqueles que ainda se encontram em ignorância espiritual ou aqueles que não aceitam a tese da reencarnação por interesse pessoal ou religioso. Termino com as palavras de Jesus que soam alto aos nossos corações e que provam a existência da reencarnação: “E, se o quereis reconhecer, ele(João Batista) mesmo é Elias, que estava para vir. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.”




Assuntos Relacionados

Sobre o Autor

André Ariovaldo

já publicou 93 artigos em nosso site.

André Ariovaldo é Orador Espírita e Médium. Atualmente trabalha como dirigente do departamento de orientação doutrinária, dirigente dos trabalhos de orientação mediúnica e desenvolvimento mediúnico e orientador do Atendimento Fraterno no Centro Espírita Batuíra. Apresentou também o programa Verdade e Luz pela Rádio Boa Nova de Sorocaba e Região - AM 1080. Contatos para palestras: 15 - 3227.7382 www.andreariovaldo.com.br

26 Comments em “Reencarnação na Bíblia – Fatos de Reencarnação – Outras Vidas”

  • Elias publicado em 30 junho, 2009, 14:26

    Ola André.
    Belo artigo bem detalhado e objetivo, meu amigo você saberia me dizer se teve alguma novidade em relação a palavra “SAARA”, da qual havia lhe falado no MSN, um grande abraco a todos

  • Ricardo Malta publicado em 2 setembro, 2009, 11:37

    Simplesmente brilhante!!! bela pesquisa e ditatica ao expor o conteudo…parabens…..a reencarnação é um fato..”Ouça que tem ouvidos para ouvir”

  • Pablo publicado em 14 novembro, 2009, 17:44

    Uau! Impressionante! ^^ Estou bem feliz que tenha realmente provas sobre isso. Eu conheci uma amiga bem legal do colégio, ela é evangélica. Eu contei muitas coisas que eu sei sobre ela, inclusive sobre a reencarnação.
    O meu gatinho morreu, ele nasceu e uns dias depois os insetos atacaram ele… o pobre gatinho sofreu bastante, nem suporto o ferimento dele… >.< foi terrível só de ver! Daí eu pensei: este gato é diferente dos gatos dos outros, ele nasceu sofrendo e morreu cedo, algo incomum em outros gatos. Aí eu rezei ao Deus: Tomara que o gato reencarne, e seja um ser humano bem feliz, alegre e sem sofrimento como ele sofreu.
    Eu disse isso tudo para a amiga, mas ela acabou com tudo! Ela começa a me convencer de que Reencarnação não existe e que estamos livre dos pecados e tal. E com este texto, tomara que ajude. Eu sei muito bem que a reencarnação existe, e é uma lei natural.

    "E ainda hoje, somente não acreditarão aqueles que ainda se encontram em ignorância espiritual ou aqueles que não aceitam a tese da reencarnação por interesse pessoal ou religioso."
    Eu também acho. Tem pessoas que tem MEDO de acreditar na verdade. Quer ser livre de tudo e voltar ao céu sem problemas, mas quando nós começamos a convencer, essas pessoas ainda não querem acreditar pela vontade própria. E não podemos fazer mais nada.
    Muito obrigado, você fez um ótimo texto, contou a verdadeira imagem das nossas vidas!
    Que Deus te abençoe!

  • Charles publicado em 18 março, 2010, 1:07

    Mas eu tenho uma duvida…
    dizem que é inviável essa tal lei da reencarnação porque se tornaria inútil a morte de Jesus Cristo já que ele morreu para nos salvar de maneira que se nós evoluímos a cada existência não seria necessária a morte de Jesus na Cruz.
    Como pode Jesus ter morrido por nós se nós podemos evoluir a cada existência?
    ele teria então morrido em vão?

  • antonio luiz fontela publicado em 29 julho, 2010, 16:58

    A reencarnação não é uma doutrina religiosa. É uma lei natural – tão natural quanto a concepção, o nascimento e a morte. Os cristãos primitivos nela acreditavam. Até hoje não existe nenhuma condenação oficial de qualqur autoridade eclesiástica investida de poder para tanto. Mas, ainda que houvesse alguma condenação, esta em nada alteraria esta lei natural. A condenação de Galileu não impediu que a Terra continuasse a girar em torno do sol.

  • mario publicado em 17 agosto, 2010, 17:05

    aqueles que tenham ouvidos para entender (ouvir) que ouçam;porem os que nao querem entender por quaisquer motivos ou mesmo por aversão à Doutrina de libertação do espirito de ignorancia do que somos(espiritos imortais, preexistentes a vida fisica).o fato é que os homens em sua grande maioria ainda não teem condiçoes de entenderem essas verdades por que simplesmente seus conhecimentos sao poucos .pensam que morrem,quando na verdade somos espiritos e nao corpos, e so os corpos morrem..

    mario

  • mario publicado em 17 agosto, 2010, 17:11

    charles na verdade Jesus veio nos indicar como poderiamos nos salvar.Caminho Verdade e Vida.se nós não nos esforçamos não nos libertaremos da ignorancia que ainda existe na maioria com relaçao ao que somos,seres interexistencias,seres cosmicos em visita temporaria a Terra para estudo de nos mesmos,seres a caminho da Luz

    mario

  • Rafael publicado em 16 janeiro, 2011, 16:42

    Querido André, li o artigo e fiquei um tanto confuso. Algumas passagens bíblicas foram colocadas fora de contexto, e outras usadas sem embasamentos no texto. Exemplo disso é dizer que João Batista era a reencarnação de Elias. Como pode isso acontecer se Elias nem mesmo morreu? Elias não matava os profetas do Senhor à espada, e sim os profeta de Baal. Elias, como todos os outros profetas de Deus de seu tempo eram caçados e mortos, mas ele teve livramento de Deus e não conheceu a morte.
    Outra questão é o humanismo exagerado presente no início do artigo. “Se não for dessa forma Deus não é justo…”, “Se não tiver essa explicação então Deus é cruel…”, “Se os anjos foram criados assim e o homem não, então Deus é injusto…”, “Se não tiver mais de uma vida é injustiça de Deus…”…Nossa!! Mas que maneira vocês tem para fazer valer a sua doutrina, quer dizer, ou é isso, ou Deus é injusto?!
    Não faz o menor sentido as coisas que você diz. Quer colocar em Deus a culpa que é do homem. Se pessoas não tem o que comer na África é por culpa sua e minha, culpa do próprio homem. Se existem guerras intermináveis no Oriente Médio, é por culpa do homem também, que não sabe pensar no coletivo. Se os remédios da indústria farmacêutica custam uma fortuna em países miseráveis, não é para corrigir homens com carmas intermináveis, mas por culpa da ganância desenfreada e da crueldade humana.
    Vocês vivem querendo explicar os males do mundo de uma maneira que tire do homem toda a culpa e a coloque sobre os ombros de Deus. Basta olhar para a sua doutrina. Deus não tem prazer no sofrimento do homem!!
    Outra questão colocada de forma errada no seu artigo é a questão de Isaías. Deus diz que dentro do ventre de sua mãe ele já estava em pecado. Mas isso é uma questão lógica. A Bíblia diz que todos pecamos, que estamos afastados da Glória de Deus, sendo assim, se uma pecadora se relaciona com um pecador, a única coisa que pode ser gerada é um outro pecador. O único momento da história em que essa cadeia é quebrada é com o milagre de Deus no nascimento de Jesus, onde o mesmo fora concebido pelo Espírito Santo, conforme dito na Palavra de Deus. E Jesus sim, foi um homem sem pecados, pois era o próprio Deus, mostrando ao homem como ser um homem de verdade.
    Enfim, quero dizer que a Bíblia não fundamenta a reencarnação em momento algum, pelo contrário, ela condena a prática de comuniação com os mortos, basta ler os livros de Êxodo e Levítico, entre outros mais. Deus é um Deus de vivos e não de mortos. Se o homem precisa consultar a alguém, que consulte ao Seu Deus.
    O que lhes falta é um estudo verdadeiro das escrituras sagradas, crendo primeiro que ela é a Palavra de Deus do início ao fim, precisam estudar à luz da hermenêutica e de uma exegese mais precisa, a fim de evitar essas gafes.
    Por fim, quero me colocar à disposição para maiores esclarecimentos sobre essa minha fala, pois reconheço que este não é o melhor mecanismo para explanar um pensamento da maneira mais completa e detalhada.
    Que Deus abençoe a cada um de vocês. Amém.

  • ABRAHAO RIBEIRO publicado em 22 março, 2011, 14:22

    Quando JESUS confirmou o espírito de ELIAS REENCARNADO em JOAO BATISTA, ele realçou: AQUELE Q TIVER OUVIDOS PARA OUVIR Q OUÇA, OU SEJA, COMPREENDA (Mateus 11. 15). A revelação bíblica é UMA ESPADA AFIADA DE DOIS GUMES (Hb 4. 12); várias traduções e reformas religiosas diversas, muita coisa se alterou… e com isso várias Igrejas cristãs SURGEM com entendimentos diversos, E CADA UMA QUERENDO TER A VERDADE ABSOLUTA.

    BIBLIAS CONFIAVEIS TRADUÇAO: JOAO FERREIRA DE ALMEIDA, E ANTONIO FIGUEREDO

    MALAQUIAS cap 3 vers 1 “EIS QUE ENVIO O MEU MENSAGEIRO, QUE PREPARARÁ O CAMINHO DIANTE DE MIM…
    JESUS CONFIRMA ESTA REVELAÇAO quando dá testemunho de JOÃO em Mateus cap 11 vs 10 porque este É de quem esta escrito: EIS Q DIANTE DE TUA FACE ENVIO O MEU MENSAGEIRO Q PREPARARÁ DIANTE DE TI O TEU CAMINHO…
    MALAQUIAS cap 4 vs 5: EIS QUE VOS ENVIAREI O PROFETA ELIAS ANTES QUE VENHA O GRANDE E TERRIVEL DIA DO SENHOR… Figura de linguagem q expressa a volta do Espírito de Elias ao plano terrestre, em outra REENCARNAÇAO, e sendo o precursor dos movimentos morais do cristianismo, e seu combate em converter os corações cheios de corrupção moral, barbarismo, paganismo, tiranismo, imperialismo. O mundo Terra marginava à beira do caos das Trevas da razão e ignorância irracional (Mateus 4. 16).

    LUCAS 1. 15 a 17: Porque será grande diante do Senhor… cheio do Espírito Santo… E irá adiante dele no Espírito e virtude de Elias. (Por que todos os homens não nascem assim como João Batista nasceu?)
    DEUS É JUSTO, CORRETO, PERFEITO? OU DISCRIMINA OS SERES? TEM EQUIDADE? Por que uns nascem sábios, e outros idiotas? Por que uns tem ALMAS cheias de virtudes desde o berço? E OUTROS com instintos perversos, psicopatas, mentalidade bruta? Uns nascem fortes saudáveis, e outros na amargura e à beira de enfermidades crônicas? Por que TODOS não nascem JÁ do berço perfeitos na moral, na virtude, no saber, na saúde? SOMENTE A REENCARNAÇAO DA ALMA EXPLICA AS DESIGUALDADES INTELECTUAIS E MORAIS DOS SERES INTELIGENTES CRIADOS, à luz do amor de Deus e sua Justiça perfeita e sábia. A ALMA NÃO É CRIADA NO MOMENTO DA CONCEPÇÃO DO EMBRIÃO, CASO FOSSE, SERIA UM CAOS A JUSTIÇA DIVINA FAZENDO UNS CHEIOS DE VIRTUDES E OUTROS CHEIOS DE MALEFICÊNCIA.
    A maior autoridade é a palavra JUSTA DE JESUS: SE QUEREIS ACREDITAR É ESTE O ELIAS QUE HAVIA DE VIR (Mateus 11. 14)
    Quanto a metamorfose no Monte Tabor o espírito Elias vir na sua aparência normal, ao invés de vir na aparência de João. NÃO HÁ DERROGAÇAO DE LEIS ESPIRITUAIS! Pois na Natureza os VIRUS (menor forma de vida) SE TRANSMUTAM constantemente. E na dimensão espiritual, dos espíritos superiores, como é o caso de Elias/João Batista O SER tem a faculdade, e liberdade, e poder de se transmutar em uma veste espiritual de suas vidas passadas. DEUS ESTAVA DANDO MAIS UMA LIÇÃO AOS HUMANOS, DA GRANDEZA DA VIDA, E IMORTALIDADE DA ALMA.
    PARA DEUS NÃO HÁ IMPOSSIVEL, TODAS AS COISAS SÃO POSSIVEIS!
    O hebraico é uma linguagem escassa de palavras, somente 12.000 palavras. Enquanto o português só verbos existem 40.000 verbos. Esse é mais um problema de numa época antiguíssima certas palavras terem sentidos ambíguos. Muitas coisas no Velho Testamento foram repassados oralmente através das gerações, e toda escritura foi traduzida séculos depois para o grego no ano 400 d.C por Jerônimo de Strídon. E, JESUS NA SUA ONISCIENCIA, SABEDOR DESSAS DIFICULDADES PROMETEU O ESPIRITO DA VERDADE NOS TEMPOS FUTUROS, QUE VIRIA EXPANDIR SEUS ENSINAMENTOS (João 14. 16; /14. 26; /15. 26; e 16. 7 a 13).
    ABRAHÃO RIBEIRO, do livro CÉUS
    Email: abhceus@gmail.com
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

  • ABRAHAO RIBEIRO publicado em 22 março, 2011, 14:33

    Quando os sacerdotes e levitas perguntaram a João: quem és tu?
    E confessou João, respondendo: eu não sou o Cristo.
    E questionaram-lhe os sacerdotes: és tu Elias? Ele respondeu: Não sou.
    Então, és tu profeta? E respondeu: Não.

    “Não temos, é certo, durante a vida corporal, lembrança exata do que fomos e do que fizemos em anteriores existências; mas temos de tudo isso a intuição, sendo as nossas tendências instintivas uma reminiscência do passado espiritual. E a nossa consciência, que é o desejo que experimentamos de não reincidir nas faltas já cometidas, nos concita à resistência àqueles pendores. (Da volta do Espírito à vida corporal/ Questões esquecimento do passado 392 a 399; O Livro dos Espíritos – Allan Kardec)”

    Apesar da missão do Batista ser considerada pelo próprio Cristo, maior que a dos profetas do Antigo Testamento (Mateus 11. 9), isto se dava em virtude de que ele (o Batista), era o renascimento de um espírito de grande inteligência e evolução e que estava no limiar da natureza angelical, sofrendo a reencarnação normal na Terra que vigora dentro das leis naturais dos Mundos materiais inferiores. Lembremo-nos assim que João Batista, como seja: Elias reencarnado, ainda não havia alcançado a plenitude da vida celestial, ainda não podia ser considerado MENOR no reino dos Céus, era uma alma ainda vinculada aos compromissos regeneradores da existência terrestre, no plano carnal. Por isso o esquecimento das lembranças das reencarnações passadas em sua personalidade era mais que evidente.

    Assim ele não tinha total lembrança da sua preexistência espiritual, submetera-se pela Providência Divina ao véu do esquecimento temporário que envolve naturalmente os espíritos que reencarnam na Terra. Mas o Espírito lhe revelara através da vocação que aflora naturalmente do subconsciente preexistencial, e Ele compreendera as orientações da sua predestinação deliberadas muito antes daquela missão, e nos lampejos dessa intuição, Ele ligava fatos da sua vida pregressa àquela revelação profética de Isaías e Malaquias: Eu sou a voz do que clama no deserto, como disse o profeta Isaías (João 1. 22 a 23 e Mateus 11. 10). Era uma referência à existência decorrida anteriormente, isto é, há 9 séculos passados (I Reis 17. 1 a 7), quando vivera como Elias por muitos anos refugiado no deserto da Judéia clamando contra os desvios religiosos dos seus compatriotas e sendo sustentado pelos curvos, tribos nômades que sobreviviam nas encostas do vale Jordão.
    E naquela atual existência, ele João Batista era 6 meses mais velho que Jesus; e nessa revelação sentiu a preexistência do seu Espírito antes mesmo daquele renascimento como João Batista, compreendendo também a hierarquia espiritual do Cristo que era muito superior à sua, eis um testemunho deste fato. João Batista testificou de Cristo, dizendo: Este é aquele do qual eu havia anunciado: O que vem depois de mim é muito antes de mim, porque já existia antes de mim. (João 1. 15 a 34).

    Como Jesus existia antes de João Batista?
    Se o Batista filho de Zacarias era mais velho que Jesus de Nazaré filho de Maria (vide Lucas 1. 24-26).
    Lógico que nesta passagem João se refere à preexistência do espírito, pois a do Cristo é muitíssimo anterior à do profeta Elias.

    Na verdade, a preexistência do Senhor Jesus como espírito imortal (João 8. 56 a 58) remonta aos fundamentos e expansão do Cosmo nos planos da eternidade. Verbo divino que presidiu a origem, a gênese material e espiritual de nosso sistema planetário (Colossenses 1. 15 a 16), sendo eleito pelo Senhor da Vida e do Universo para guiar a humanidade terrestre à perfeição plena na ordem dos Céus (Mateus 28. 18) (João 8. 12 e 17. 4 a 20).

    Concluindo, entre a palavra de João desconhecendo aos questionadores o principio causal, se ele era realmente Elias? Ou se era profeta? E que ele não tinha nem mesmo consciência intuitiva que era muito mais que um profeta. E a palavra imorredoura de Jesus que afirmou categoricamente aos povos que João era o Elias predestinado pelo profeta Malaquias, vide cap 4. vers 5 e, em Mateus cap. 11. Vers. 12 e também em Mateus 17. 12 a 13. – Qual a palavra que tem mais autoridade moral para confirmar essa grande verdade? A de João Batista? Ou a do Cristo de Deus?
    João Batista estava sob o efeito natural que se submetem os seres na programação existencial e que obscurecem as lembranças de vidas pregressas. Enquanto Jesus, espírito puríssimo na ordem celeste estava revestido dos poderes que prevalecem sobre a matéria e o espírito.

    Abrahão Ribeiro, do livro CÉUS, email: abhceus@gmail.com
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

  • ABRAHAO RIBEIRO publicado em 24 março, 2011, 8:45

    COMPROVAÇÃO FÍSICA DA REENCARNAÇÃO NA BÍBLIA

    SÉCULO 5 antes do Cristo:

    O profeta Malaquias antevendo o futuro afirmou: Elias voltará à existência terrena para preparar uma nova era (Malaquias cap 3. Vers 1 a 2 E cap 4 vers 5: Eis que vos enviarei o profeta Elias antes que venha o grande dia do Senhor…

    Isso se chama programação PREEXISTENCIAL (PREDESTINAÇÃO Romanos 8. 29/30)

    SÉCULO I, início da era cristã:

    O anjo Gabriel em visão espiritual a Zacarias, no Templo, comunicou a gravidez de Isabel: tua mulher dará à luz um filho e lhe porás o nome de João (*), porque será grande diante do Senhor, cheio do Espírito Santo desde o ventre materno, e estará nele o espírito e virtude do profeta Elias (Lucas 1. 5 a 24)

    Isso se chama RENASCIMENTO, o espírito NASCER DE NOVO na existência material (João 3. 1/12).

    TRÊS DÉCADAS depois deste anúncio, JESUS CONFIRMA:

    João Batista é o maior de todos os profetas, e se quereis reconhecê-lo ele é o Elias que estava predestinado a voltar… (Mateus 11. 1 a 15 e Mt 17. 10 a 13). Então os discípulos de Jesus entenderem que Jesus estava falando a respeito de João Batista.

    Isso se compreende REENCARNAÇÃO!

    Obs: profeta ELIAS, líder espiritual do povo hebreu que vivera na região do oriente médio há 900 anos antes da era cristã, e que combatera com firmeza os desvios religiosos de seus contemporâneos, ao politeísmo desregrante (I Reis 18. 22/46). E por causa dos conflitos religiosos fora perseguido e executado no vale Jordão pelos Cavaleiros de Israel (II Reis 2. 12), esquadrão militar do rei Acabe/Acazias e que estava a serviço de Baal, divindade dos povos fenícios. No entanto, o seu espírito é amparado pelas potencias celestes e é trasladado num redemoinho de forças eletromagnéticas para os planos espirituais da Vida extrafísica (II Reis 2. 11) onde intensifica o seu aprendizado para o porvir da evolução humana; retornando assim em espírito à existência física terrestre, na época do Cristo, e submetendo-se pela Providência Divina à reencarnação humana por meio de um novo nascimento (João 3. 1/12); vivenciando assim em outra geração a personalidade João Batista, e sendo a voz que convocava as multidões para uma nova era: o entendimento fraterno aos ideais da boa nova de Nosso Senhor – o Cristo divino e guia celeste das comunidades terráqueas.

    Bíblias confiáveis traduções: João Ferreira de Almeida; Antonio Figueiredo;

    Abrahão Ribeiro, autor do livro: CÉUS, email: abhceus@gmail.com
    Intensivo de Difusão Espiritualidade
    http://vozqclamabr.blogspot.com/
    estudos reencarnação nas escrituras da Bíblia sagrada

  • ABRAHAO RIBEIRO publicado em 28 março, 2011, 14:53

    VOZ Q CLAMA

    O “Ser espiritual” é essência principal nos planos físicos da vida universal e que sobrevive ao falecimento orgânico.

    Na crosta dos mundos materiais encarna em humanidade;

    Nos espaços astrais irradia em espírito;

    Nas estrelas se transmuta em anjo;

    E nas Galáxias ordena o corpo estrutural da infinita Criação de Deus.

    Onipotente
    Vida
    Natureza
    Intergaláctica

    “ O Espiritualismo, nos tempos modernos, não pode restringir Deus entre as paredes de um templo da Terra, porque a nossa missão essencial é a de converter toda a Terra no Templo augusto de Deus ” mensagem mediúnica do livro: No Mundo Maior, Francisco Candido Xavier

    Consulte o nosso blog http://vozqclamabr.blogspot.com/
    estudos da espiritualidade à luz da revelação das escrituras da Bíblia, nos seguintes temas: imortalidade da alma, reencarnação da alma, diversidade de mundos habitados e moral evangélica.

    Digite no Google ADDE e dê enter, Associação dos Divulgadores da Doutrina Espírita (estado de São Paulo): A visão espírita dentro da Bíblia – canal de comunicação VOZ Q CLAMA

    http://vozqclamabr.blogspot.com/

  • Fabio publicado em 25 abril, 2011, 23:55

    Justiça natura!? experimente cometer uma crime agora (uma suposição é claro) se for pego em flagrante quem será penalizado? o seu primo? , o seu vizinho ?OU VOÇÊ MESMO ? Certamente você será responsavel pelos seus atos é pra isso que foi dado o livre arbitrio.nda mais justo.OK

  • marlon publicado em 25 maio, 2011, 11:34

    Esta muito claro q elias era joao batista,mas muitos religiosos insistem em dizer q nao!!!um dos argumentos citados como um irmao citou ai em cima e elias foi arrebatado de corpo e alma ao ceu!!!vmaos alisar o contexto;q importancia teria pra Deus o corpo de elias sendo q ele e espirito e somos sua semelhança,as pessoa nao entendem a parababola do texto eliseu viu elias se desprender do corpo fisico mas disse elegoricamente,porem se fosse verdade q elias tivesse cido arrebatado ao ceu vivo entraria em contradicao com varios textos biblicos vejamos;
    ´´nosso corpo foi feido pó e ao pó retornara “
    ´´Jesus disse q a carne de nada serve o espirito volta ao pai´´disse tambem e ninguem subiu ao ceu senao o q desceu do ceu,o filho do homem´´
    ´´Paulo diz tambem q o homem morre uma unica vez!!!elias entao nao morreu nem uma vez sequer!!!!´´Paulo tambem disse q a carne eo sangue nao herdaram o reino dos ceus!!!diante dessas observacoes eles ficam sem palavras,certas pessoas ainda nao podem compreender certas verdades pegam ao pegam ao pe da letra quando Paulo recomenda justamente ao contrario estam presos ainda ao dogmas da igreja,a reencarnacao e lei de Deus e esta na torah e o q esta nela nao se descute!!!!abraços marlon!!!!

  • ABRAHÃO RIBEIRO publicado em 30 maio, 2011, 22:26

    REENCARNAÇÃO DA ALMA

    Quem tiver ouvidos para ouvir, ouça… ou seja, compreenda… Advertiu Jesus quando esclareceu a profecia que testificava o retorno do espírito do profeta Elias ao plano físico carnal, e que se confirmava na pessoa humana de João Batista (Mateus 11. 15)

    Consolidou Jesus: Aquele que não nascer de novo não poderá ver o reino de Deus (João 3. 1 a 12);

    Aquele que não nascer da água e do espírito não poderá entrar no reino de Deus;

    Necessário vos é nascer de novo… Não te impressiones…

    Afiançou o Mestre: Na Casa de meu Pai há muitas moradas (João 14. 1 a 3)

    À luz do Espírito e verdade que viria esclarecer todas as coisas concernentes aos ensinamentos de Jesus, um é o sentido da criatura ser salva das aflições do mundo, e após as suas provações físicas e até mesmo morais receber como prêmio na existência futura um bem-estar nas esferas de vida espiritual paradisíacas, onde certamente continuará crescendo interiormente para o Plano Divino, como ilustra o caso de Lázaro o mendigo da parábola; como foi a situação do jovem ladrão na cruz que recebeu a promessa de estar no paraíso; e como evidencia a passagem do profeta Elias após o seu arrebatamento espiritual no deserto da Judéia.

    E outro sentido é a criatura entrar no reino de Deus, o mais alto estado de consciência cósmica no plano da Vida Universal, e integrar-se e tomar parte da natureza dos anjos. Em outras palavras ser Anjo, desmaterializar todos os caracteres humanos, ou seja, transmutar-se em espírito puro na essência.

    O Reino de Deus é um estado de espírito. Não vem com aparências exteriores (Lucas 17. 20 a 21); e sim com conquista interior no bem, no amor, na verdade, na virtude, na pureza e isso se consegue através das vidas contínuas que o ser (espírito) alcança no tempo e espaço de suas encarnações nos planos astrais habitados purificando a sua alma, e nascendo então para a dimensão celestial dos Anjos de Deus.

    No plano celeste e divino há menores, médios e maiores…. Por exemplo, o arcanjo é um ser angelical de natureza superior ao próprio anjo

    A reencarnação está tão clara em certas passagens bíblicas que a Providência Divina revelou através de um exemplo notável nas escrituras o retorno do espírito do profeta Elias, em várias anunciações, primeiramente, pelo profeta Malaquias há 400 anos antes do Cristo, informando a volta de Elias como precursor do movimento evangélico… E na véspera da era cristã o anjo Gabriel também confirma a Zacarias no templo que Elias ia renascer como seu filho, mas que deveria ser chamado de João, naquela encarnação….

    No entanto, a maior autoridade neste assunto é a palavra de Jesus quando afirma positivamente no momento em que faz um testemunho da missão de João Batista, esclarecendo que o mesmo era o Elias que havia voltado ao plano material… E Jesus ainda realça que o menor no reino de Deus é maior do que João. Ou seja, apesar de João ser Elias reencarnado, não havia ainda alcançado a condição espiritual de entrar no reino de Deus e participar da natureza angelical… Fora necessário voltar a uma nova vida carnal, ou seja, vivenciar uma nova reencarnação e viver um novo aprendizado de crescimento espiritual (Mateus 11. 1 a 14)

    É necessário sabermos o significado de algumas palavras e quais os seus sentidos reais na época de Jesus

    ÁGUA: era o nome que se designava a matéria viva… Essa que compõem a base molecular de toda existência vegetal e animal no plano físico terrestre… Isso começou com os gregos há 1.200 anos a. C; e o evangelho foi primeiramente escrito em grego que era a linguagem oficial na época.
    Vejamos o que diz a Ciência: a gestação do ser no útero maternal tem o desenvolvimento embrionário, simplesmente, em uma bolsa cheia do elemento água. E que o corpo humano na idade adulta, a sua essência molecular é mais de 75% formado da substância água.

    ESPÍRITO significa: força, luz, inteligência, alma, vida

    Jesus foi tão claro que enfatizou nascer de novo da água e do espírito, como seja da matéria e do espírito. É aquilo que realmente somos formados no plano físico e intelectual, em outras palavras a estrutura atômica que compõem o homem… corpo material e, conectado interiormente no corpo material vige o espírito, a alma, a inteligência…

    Jesus ainda destacou: se te falo de coisas terrestre e não me crês; como crereis se vos falar das coisas celestiais? Isso porque a reencarnação é princípio de ordem cósmica, e que se cumpre em todos os planos astrais habitados. E ainda chamou a atenção de Nicodemus: como ele sendo mestre no Templo de Israel ignorava estes princípios que já erram ensinados por outros mestres de várias religiões orientais? (João 3. 10). O ensinamento da reencarnação data aproximadamente 2000 anos antes do Cristo, vários mestres ascencionados já ensinavam estas coisas.

    MUITOS PASTORES E PADRES ERRAM. Como erraram os fariseus, os saduceus, os publicanos em ignorarem o IMENSO PODER DE DEUS NA CRIAÇÃO… Se nascemos uma vez na carne, por que não podemos renascer outras vezes para nos aperfeiçoar como seres criados à imagem e semelhança do Criador?

    Como se explica no Evangelho ou na Religião, sob a ótica da Justiça e Bondade de Deus, as desigualdades intelectuais e morais das criaturas? Sem o elo da reencarnação iríamos cair no caos do acaso imoral.

    DEUS É SABIO, É JUSTO, É PODEROSO… Quando DEUS cria os seres, o Senhor da Vida tem todo controle da criação em suas mãos… Nada é por casualidade, faz tudo com Justiça e perfeição

    O que é nascido da carne é carne…. e o que nascido do espírito é espírito… o vento assopra onde quer ouves a sua voz mas não sabes donde vem nem para onde vai

    Aqui nessa passagem Jesus revela a grande lei de progresso intelectual e moral dos seres. Através do livre-arbítrio os seres têm as oportunidades de crescimento espiritual que varia começando da escala zero e vai ao infinito. Existem pessoas como os selvagens, e homens brutalizados nos sentimentos que agem totalmente pelo instinto carnal, a influencia carnal nessas pessoas é tão imperativa que ficamos na desconfiança se essa pessoa é um ser humano ou se é um irracional… Chegam a cometer coisas piores que os animais selvagens (são almas primitivas encarnadas).

    Enquanto têm pessoas que agem pelo coração, e revelam virtude e sabedoria… pautando suas vidas na arte, no trabalho digno, no respeito, na moral, e dentro daquilo que Jesus orientou e exemplificou: não faças aos outros aquilo que não queres par ti; e ame ao teu próximo como a ti mesmo; porque aquele que ama ao próximo conhece a Deus (I João 4. 7 a 8). São almas bem desenvolvidas.

    A reencarnação é também compreendida na Bíblia como uma ressurreição, a ressurreição carnal… Por exemplo, o ser vive na Terra ignorante do bem e depois de alguns anos morre fisicamente na existência carnal, e sua alma ingressa no Hades, ou Umbral, que é uma esfera espiritual de expiação. No Hades sofre tormentos cruciantes; depois de muito padecer se arrepende e pede clemência para o Criador que lhe dá novas oportunidades de reajustamento e livramento desse carma. Isso não é de imediato… geralmente o tempo de expiação requer às vezes um tempo de renovação bem superior aos da insensatez vivida na carne. Jesus sintetizou assim essas verdades: assim como o Pai ressuscita os mortos e os vivifica; assim também o Filho vivifica aqueles que quer (João 5. 21)… Este ensinamento já fora revelado pelo profeta Ezequiel, capítulo 37. 1 a 14 – a visão de um vale de ossos secos… Deus convocando no além-túmulo através do Espírito toda Casa de Israel, ou seja, as almas que habitaram nessa nação e que jaziam no vale dos mortos sem esperanças; e revestindo-as de matéria orgânica: ossos, nervos, carne, pele… a representação natural da REENCARNAÇÃO DAS ALMAS NO PLANO FISICO TERRESTRE… Disse isto, e o fiz, assim confirma o Senhor (Ez 37. 14). Este ensinamento não é promessa para o porvir, é um princípio que já se cumpre naturalmente no seio da Natureza.

    A reencarnação é uma ressurreição carnal que se realiza por meio de um novo nascimento… E a mulher é o templo da vida física. Os hebreus acreditavam que as almas dos antepassados retornavam à vida material, pela reencarnação, no mesmo grupo consangüíneo… E o apóstolo Paulo tinha conhecimento destes ensinamentos, pois justifica na sua epístola aos Hebreus capítulo 11. 35: As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição.

    Mulheres recebendo pela ressurreição os seus mortos?
    Mas na ressurreição, segundo Jesus, os seres vivem a vida espiritual como os anjos.
    Os mortos são os antepassados?
    Alguns mortos se torturaram?
    Não aceitando o seu livramento?
    Com que objetivo? Uma melhor ressurreição?
    Isto sugere dois sentidos de ressurreição, a primeira: concebida por mulheres; e a outra: o livramento para se alcançar uma superior ressurreição

    Que espécie de ressurreição é esta que o apostolo Paulo se refere? Recebida por Mulheres, ou seja, concebida? Nota-se que esta ressurreição é totalmente diferente daquela que o mesmo Apóstolo orienta em I Coríntios cap 15. 1 a 50 onde expõe claramente que: a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus.

    do livro Céus, autor Abrahão Ribeiro
    Intensivo de Difusão Espiritualidade
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

  • ABRAHÃO RIBEIRO publicado em 2 junho, 2011, 13:35

    RELATOS AMBÍGUOS DO ARREBAMENTO DE ELIAS

    Depois da morte do rei Salomão surgiram conflitos religiosos internos entre as tribos do povo hebreu (cisma), ocasionando divisões políticas: Reino de Judá, com a capital em Jerusalém; Reino de Israel que ficou sendo governado por Jereboão, com a capital em Samaria, e que aliou-se aos fenícios outrora inimigos mortais do povo israelita. E no decorrer das sucessões e reinados implantou-se o paganismo como religião oficial em Israel, tendo em Jezebel mulher do rei Acabe, o elo principal dessa usurpação.

    O profeta Elias contraíra perigosos inimigos por causa das execuções (mortes) que ordenara motivada pelas divergências religiosas, primeiramente aos profetas de Baal responsáveis pela propagação dos rituais pagãos em Israel (I Reis 18. 17 a 25) e, em seguida à cavalaria israelita, que era uma corporação militar que prestava segurança aos sacerdotes de Baal.

    O profeta Elias era um líder comunitário, e como tal exercia muita influencia sobre o povo, arrebanhando os seus seguidores que executavam as suas ordenações rigidamente I Reis 18. 17. Para diversos opositores Elias incentivara a degolação a fio de espada I Reis 18. 40, e a outros a maldição da morte através da fogueira II Reis 1. 9 a 14.

    E por várias vezes Elias fora ameaçado de morte nas regiões de Betel e depois Jericó… Em toda aquela região existiam: profeta, filhos de profetas, profetas de Baal… Somente profetas de Baal eram 450. Entretanto Elias se considerara o único profeta do povo judeu (I Reis 18. 22). Com tantas ameaças religiosas Eliseu até intercedera respondendo aos filhos de profetas: calai-vos, como quem diz assim: fiquem quietos…, conforme está registrado em II Reis capítulo 2 versículo 3 a 5.

    Compreenda-se nesses relatos que se este arrebatamento fosse de ordem celestial e um plano idealizado pelos poderes divinos, jamais outras pessoas da mesma época, como os filhos dos profetas (II Reis 2. 5) saberiam dessa ação que estava sendo planejada no plano invisível de Deus. E se há vazamento de informações nessa ação do rapto de Elias conforme apreendemos em II Reis 2. 5 … Pois a palavra arrebatar tem esse sentido também de raptar. E o profeta Elias já se mostrava bastante preocupado com esse desfecho, que era as ameaças de sua morte: I Reis 19. 10 e 19. 14

    NA ÉPOCA ERA MUITO COMUM MATAR ADVERSÁRIOS RELIGIOSOS EM FOGUEIRAS QUEIMANDO E DESTRUINDO ATÉ AS CINZAS DO INIMIGO, E DEPOIS AS JOGANDO NO AR À BEIRA DE RIOS e ENCOSTAS.

    O profeta Elias, homem físico, provavelmente fora executado pelos cavaleiros de Israel. Que era uma corporação militar do rei Acabe/Acazias e que estava a serviço de Baal, e em perseguição atroz de Elias, TIPO ESQUADRÃO DA MORTE, guerreiros que andavam naqueles vales e desertos em CARRUAGEM puxada por FOGOSOS CAVALOS, vejam só o relato de Eliseu logo após o arrebatamento/rapto de Elias dando essas provas. O que vendo Eliseu, clamou: Meu Pai, meu pai, CARROS DE ISRAEL E SEUS CAVALEIROS!!! (II Reis 2. 12) E depois conclui o relato bíblico: NUNCA MAIS ELIAS FOI VISTO, claro Eliseu presenciou o fato e ocultava-o em segredos temendo também a sua integridade física.

    ATÉ HOJE É COMUM NO ORIENTE MÉDIO FACÇÕES RELIGIOSAS QUE USAM HOMENS BOMBAS SUÍCIDAS, HOMENS INCENDIÁRIOS A COMETEREM HOMICÍDIOS EM MASSA, E FAZEM TAMANHA BARBARIDADE EM NOME DE DEUS.

    Resumindo: Elias homem físico teve seu corpo carnal decomposto pela morte física como todos os homens fisicamente morrem na existência material. Deus estabeleceu no inicio da vida material: Tu és pó e pó te tornarás… (Gen 3. 19); Porque aos homens está ordenado morrerem… vindo depois o juízo… (Hebreus 9. 27); O Corpo volta ao pó e espírito retorna a Deus (Eclesiastes 12. 7)

    ELIAS NÃO PODERIA SER SUPERIOR A JESUS CRISTO, POIS ATÉ MESMO JESUS SENTIU AS AGONIAS DA MORTE, NO GETSMANI, E MORREU CRUCIFICADO NO GÓLGOTA.

    O fato da Teologia e Sacerdócio religioso dissimularem a morte física de Elias… Não passa de uma artimanha da ignorância humana que utilizou as várias “reformas religiosas” e quiseram complicar as evidências da imortalidade da alma e reencarnação desse espírito comprovadas na própria Bíblia sagrada. Pois Elias morre fisicamente e sua alma é arrebatada para o mundo espiritual, onde se prepara para novas etapas de aprendizagem e retorna séculos depois, renascendo na vida material na época de Jesus.

    ELIAS DEIXOU A EXISTENCIA MATERIAL E SUBIU AOS PLANOS EXTRAFISICOS DA VIDA CELESTE EM CORPO ESPIRITUAL através de um redemoinho II Reis 2.11. Redemoinho é derivado de vento e vento em hebreu sintetiza as coisas espirituais – João 3. 8 Naturalmente foi para as dimensões paradisíacas do plano espiritual onde a Alma continua crescendo para vida celeste.

    O resgate do cadáver pode até permanecer em mistérios como na atualidade às vezes não é possível fazer autópsia de alguns corpos físicos, ex: deputado Ulysses Guimarães, alpinista Bernardo Collares… Apesar de termos mais tecnologia do que na época primitiva.

    Claro que, o arrebatamento de Elias ao Céu em corpo carnal, corporificou-se nos relatos sagrados como uma figura de linguagem bem expressiva. Tanto quanto a imagem do papai Noel representa para muitas pessoas, na atualidade, aquele velhinho bondoso de barbas brancas saindo do pólo norte na sua carruagem e entrando nas casas pelas chaminés!

    ABRAHÃO RIBEIRO, do livro CÉUS
    Email: abhceus@gmail.com
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

  • Paulo Martins de Almeida Filho publicado em 31 agosto, 2011, 7:06

    Com todo o respeito, nunca vi tanta forçassão de barra para tentar acomodar os texos bíblicos aos interesses de quem escreve, como no caso acima em que o autor procurou explicar o arebatamento do profeta Elias, pois por mais que se tente, não há nada na passagem bíblica referida que indique que Elias foi morto pelos que o estavam perseguindo. Em um texto anterior o autor escreveu o texto bíblico da seguinte forma ” João Batista é o maior de todos os profetas, e se quereis reconhecê-lo ele é o Elias que estava predestinado a voltar. (Mateus 11. 1 a 15 e Mt 17. 10 a 13). Ora, onde o autor encontrou o termo voltar se no próprio texto que ele cita está escrito vir? Ou não há uma diferença significativa entre vir e voltar? Francamente, a bíblia afirma claramente e de forma inequívoca que a salvação (da alma) é dom gratuíto de Deus (através de Jesus) e não obra de homens para que possam se vangloriar.

  • ABRAHÃO RIBEIRO publicado em 2 setembro, 2011, 22:51

    O PROFETA ELIAS FOI ARREBATADO AO CÉU EM CORPO CARNAL; OU, EM CORPO ESPIRITUAL?

    Segundo o historiador Flavio Josefo que existiu há 90 anos d.C; o LIVRO DE REIS fora escrito pelo profeta Jeremias que vivera há 600 a.C; que descreve os fatos relacionados ao profeta ELIAS que vivera há 900 anos a.C; OU SEJA, o profeta Jeremias está descrevendo uma história que transcorrera há 3 SÉCULOS mais ou menos anterior à sua época, e que era comentada oralmente através das gerações.

    A QUESTAO É: ELIAS MORREU DE FATO NO CORPO CARNAL, TENDO O SEU CORPO DESINTEGRADO PELA ENERGIA QUE O ARREBATOU?

    OU, entrou no Céu de luz espiritual com O MESMO Corpo físico carnal composto de matéria orgânica terrestre?

    SE ELE FOI ARREBATADO NUMA CARRUAGEM INCANDESCENTE, conforme narração da época, ERA UMA NAVE CELESTE?
    OU ESSAS NARRAÇÕES ESTARIAM TRUNCADAS pelo fato da própria incapacidade humana em conhecer os relatos na íntegra?

    VAMOS TENTAR DISCERNIR COM A PRÓPRIA LÓGICA DAS ESCRITURAS, primeiro: O hebraico é uma linguagem escassa de palavras, somente 12.000 palavras. Enquanto o português só verbos existem 40.000 verbos. Esse é mais um problema de numa época antiguíssima certas palavras terem sentidos ambíguos. Muitas coisas no Velho Testamento foram REPASSADOS ORALMENTE através das gerações, e toda Escritura foi traduzida séculos depois para o grego no ano 400 d.C pelo padre Jerônimo de Strídon.

    VERDADE FUNDAMENTAL BÍBLICA: A CARNE E O SANGUE NÃO PODEM HERDAR O REINO DE DEUS, ou seja, segundo a própria Bíblia em corpo carnal não podemos entrar no reino celeste e divino (I Cor 15. 50)

    E SE HÁ CORPO CARNAL, HÁ CORPO ESPIRITUAL (I Cor 15. 44), logo Elias para adentrar no plano celeste e divino teve que desprender-se definitivamente dos fluidos do seu corpo físico carnal, e esse desprendimento integral, conseqüentemente produz o falecimento dos órgãos carnais, ou seja, a morte física no corpo carnal humano. E, em corpo espiritual o profeta Elias pôde adentrar as dimensões de vidas extrafisicas nos planos imateriais.

    VERDADE BÁSICA DA EXISTÊNCIA DO HOMEM: O homem é um SER em 3 dimensões: CORPO, ALMA e ESPÍRITO (I Tess 5. 23); ou seja: energia, consciência e vida; ou como ensina a doutrina dos Espíritos: CORPO CARNAL, PERISPÍRITO, e ESPÍRITO.
    CORPO CARNAL: matéria orgânica terrestre; PERISPÍRITO: corpo energético, corpo espiritual, formado de fluidos eletromagnéticos do astral onde ser habita; ESPIRITO: essência cósmica, energia divina do Criador na criatura.

    A MORTE FÍSICA é a separação da alma/espírito do corpo físico carnal, ou seja, o ser passa para a dimensão espiritual que é a vida extrafísica em espírito. Se a criatura ficar nas dimensões paralelas ao globo terrestre é necessário condensar a sua veste espiritual, que é o perispírito e terá a aparência humana normal (tal qual narração de Jesus na parábola de Lázaro e do Rico, que após a morte carnal tornam a se ver no Além, vide Lucas 16. 19 a 31). AGORA se o Ser subir os planos cósmicos em direção ao infinito celeste, nesse caso até o perispírito é desintegrado; e o Ser consciência livre só pode fazer esses acessos interdimensionais somente em espírito; ou seja, em mente… pensamento, energia divina.

    Intensivo de Difusão Espiritualidade, ide
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

  • ABRAHÃO RIBEIRO publicado em 18 setembro, 2011, 14:55

    DEZ FUNDAMENTOS DA MENSAGEM DE JESUS

    2) O amor, a fraternidade, a paz, o perdão e o bem – elos de integração com a Divindade Celeste.

    5) Juízo, responsabilidade e discernimento – a cada um segundo as suas próprias obras.

    6) Imortalidade; interação com os seres espirituais; e as múltiplas moradas (mundos) de existência nos planos celestiais.

    Caríssimo(a) irmão(a) em humanidade!

    Conheça os DEZ FUNDAMENTOS DA MENSAGEM DE JESUS, revelado nos ensinamentos da Boa Nova. Reflitamos… Pois que adiantaria ao homem ganhar o mundo inteiro, e transviar a sua alma da ascensão para o Reino de Deus? (ref. Mateus 16. 26)

    Por favor, consulte o blog: http://vozqclamabr.blogspot.com/

    Intensivo de Difusão Espiritualidade – ide
    http://vozqclamabr.blogspot.com/

  • Diego publicado em 4 novembro, 2011, 23:32

    Cara sou evangélico e li esse conteúdo do teu site pra ver o porque de vocês espiritas acreditarem em reencarnação e o que deduzi depois disso é que vocês tão equivocados na interpretação da bíblia e não tão dizendo nada de concreto que realmente prove que a reencarnação existe, pois entendi que essa explicação para a reencarnação esta distorcida

  • rafael martins gomes publicado em 3 abril, 2012, 14:33

    “Se pessoas não tem o que comer na África é por culpa sua e minha, culpa do próprio homem”

    Prezado colega afirmou isso alhures neste debate.
    Concordo. Temos sim alguma parcela de culpa na medida em que não doamos mais, etc…
    Contudo, cabem alguns questionamentos acerca disso.
    Porque é AQUELA pessoa a passar fome e não a GENTE? O que ela teve de CULPA por estar ocupando aquele lugar ou a gente teve de mérito por não estar ocupando? Será algo aleatório? Haverá sabedoria nisso? Haverá alguma razoabilidade nisso? Se num futuro conseguirmos erradicar em 100% a pobreza, o que dizer daqueles que viveram em tempos mais severos?

    são as perguntas que movem o mundo. Questionar é preciso.
    A doutrina espírita cativa muitas pessoas pela forma como são analisadas as perguntas, muito mais do que como são apresentadas as “verdades”.

  • rafael martins gomes publicado em 3 abril, 2012, 14:40

    Prezado Diego,

    pra enriquecimento das ideias aqui apresentadas seria oportuno que trouxesse suas conclusões amparadas nas premissas que o subsidiaram. Ou seja, concluir por concluir em nada agrega. Da mesma forma, acreditar por acreditar, sem buscar amparo na razão, em nada soma.

    Abraços!

  • ABRAHÃO RIBEIRO publicado em 24 abril, 2012, 12:12

    Caro Diego,

    Tu és evangélico… Eu também sou… Nasci em ambiente Pentecostal das Igrejas Assembléia de Deus… Faço estudos bíblicos há CINCO DÉCADAS (50 anos).

    E, em nossos estudos bíblicos concluimos que João Batista É SIM a reencarnação do profeta Elias. Muitos Pastores, Teólogos e Padres… têm consciencia dessa reencarnação dentro das Escrituras, E ME CONFESSARAM; porém não têm coragem de proclamá-la à luz das Escrituras Sagradas e da palavra de Jesus – preferem ocultar a luz debaixo da mesa, e não pô-la devidamente sob o velador para clarear a todos.

  • ABRAHÃO RIBEIRO publicado em 16 junho, 2013, 8:46

    LEITORES DA BÍBLIA SAGRADA

    As Escrituras sagradas não são apenas para ser lida como um livro qualquer; e sim, estudada, meditada, analisada, compreendida e intuída no consciente íntimo. Pois a sua REVELAÇÃO É ESPIRITUAL e foi revelada por visões em espírito. Há também, na Bíblia, livros históricos e louvores poéticos; porém o conteúdo moral no qual estar embasada a REENCARNAÇÃO, por exemplo, é inteiramente por revelação. A LETRA MATA, MAS O ESPÍRITO VIVIFICA (II Coríntios 3. 6)

    Se procurarmos na Bíblia a palavra REENCARNAÇÃO, certamente não a encontraremos. Porém, é mister sabermos com lógica e juízo sensato o significado espiritual dos seus ensinamentos; compreendermos a magnitude da Justiça Divina que não faz segregação racial de pessoas, e legisla com imparcialidade os seres inteligentes dando a cada segundo as suas próprias obras.

    Alguma Teologia compreende com naturalidade toda a figuração de imagens da Revelação do Apocalipse? No entanto, todos os quadros mentais dessa visão espiritual têm sentidos na vida espiritual dos seres.

    Assim também funciona o entendimento racional da REENCARNAÇÃO, tem que ter “olhos para ver e ouvidos para compreender”. A pessoa que não tem discernimento espiritual ajuizado é tal qual um cego de nascença impossibilitado de ver a beleza do nascer e por do sol; o encanto do luar; as ondas do mar a beijar a infinidade das areias da praia…

    Orientação evangélica: “nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação” (II Pedro 1. 20).

    Ou seja: nenhuma Igreja, ordem religiosa, seita, princípio teológico, grupo pastoral pode ter o monopólio absoluto nas interpretações sagradas das Escrituras. Porque as Escrituras sagradas possuem sentidos variáveis e múltiplos em seus livros escritos ao longo dos séculos, viva e eficaz; e mais penetrante do que espada afiada de dois gumes, e penetra até a divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas… (Hebreus 4. 12). EM SUAS PÁGINAS ENCONTRAMOS SABEDORIA E LUZ PARA TODOS OS NÍVEIS CULTURAIS, orientando tanto o ingênuo como o sábio; o tolo como o prudente; o fanático como o lógico.

    http://vozqclamabr.blogspot.com/
    Intensivo de Difusão Espiritualidade Evangélica – IDE

  • Rosangela publicado em 2 agosto, 2013, 21:36

    Muito boa sua colocação, já havia buscado com José Reis Chaves e Nazareno Feitosa, e vc concluiu meu estudo. Valeu!

  • Karina Rodrigues publicado em 17 outubro, 2013, 21:50

    Muito esclarecedor, gostei muito!

Deixe um Comentário sobre esse Artigo

Não fazemos psicografias!
Se você pretende deixar um comentário para pedir psicografias, infelizmente não poderemos atendê-lo nesse sentido. Se você deseja obter informações sobre esse tipo de atividade, acesse esse link para visitar outro site que pode lhe auxiliar neste sentido.

Copyright © 2014 Centro Espírita Batuíra Sorocaba. Todos os direitos reservados.